Albardas e Alforges... nunca vi nada assim! Minto... já vi!
Domingo, 4 de Julho de 2004
A "blogosfera" no Alandro Al

Comentário...


O que o albardeiro “colheu” do encontro no Alandroal. Para além da sã convivência foi, do ponto vista mais formal e até académico, aquilo que sociologicamente se define pela visualização das redes sociais (comunidades de interesse) que actuam na virtualidade informal da elaboração da “nova” construção da cidadania. Creio que o encontro do Alandroal foi um bom exemplo.


Como se sabe, o conceito de rede transformou-se, nas últimas duas décadas, numa alternativa prática de organização, possibilitando processos capazes de responder às buscas de flexibilidade, conectividade e descentralização das esferas contemporâneas de actuação e articulação social. Redes são sistemas organizacionais capazes de reunir indivíduos e instituições, de forma democrática e participativa, em torno de objectivos e/ou temáticas comuns. Estruturas flexíveis e cadenciadas, as redes estabelecem-se por relações horizontais, interconexas e em dinâmicas que supõem o trabalho colaborativo e participativo. As redes sustentam-se pela vontade e afinidade dos seus integrantes, caracterizando-se como um significativo recurso organizacional, tanto para as relações pessoais quanto para a estruturação social.


Na prática, redes são comunidades, virtual ou presencialmente constituídas. Essa identificação é muito importante para a compreensão conceptual. As definições de Rede falam de células, nós, conexões orgânicas, sistemas... tudo isso é essencial e até mesmo historicamente correcto para a “contestação”, mas é a ideia de comunidade que permite a problematização do tema e, consequentemente, o seu entendimento. Mais, uma comunidade é uma estrutura social estabelecida de forma orgânica, ou seja, constitui-se a partir de dinâmicas colectivas e historicamente únicas. A sua própria história e a sua cultura definem uma identidade comunitária.


 Esse reconhecimento deve ser colectivo e será fundamental para os sentidos de pertença dos seus cidadãos e desenvolvimento comunitário. A convivência entre os integrantes de uma comunidade, inclusive o estabelecimento de laços de afinidade, será/é definida a partir de pactos sociais ou padrões de relacionamento. Esta conceptualidade desdobra-se em algumas considerações que merecem, hoje, a denominação de instituições do emergente terceiro sector.


As instituições do terceiro sector têm procurado desenvolver acções conjuntas, operando nos níveis local, regional, nacional e internacional, contribuindo para uma sociedade mais justa e democrática. Para tanto, e a partir de diversas causas, a sociedade civil começa a organizar-se em redes para a troca de informações, para a articulação institucional e política e para a implementação de projectos comuns. As experiências têm demonstrado as vantagens e os resultados de acções articuladas e projectos desenvolvidos em “parceria”.


Creio que o encontro do Alandroal, onde a equipa do Albardeiro esteve presente (mais para ouvir e conhecer – promete que para a próxima será mais participativa), é bem o reflexo destas novas/outras formas de funcionalidade social. De forma quase informal, os “gestores” do Blog do Alandro Al “contribuíram”, com a realização do encontro da “blogosfera”, para o desenvolvimento de outros/diferentes fluxos de informação e conhecimento. Gostámos.



publicado por albardeiro às 13:13
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De Luis Ene a 29 de Julho de 2004 às 09:09
Interessante. Muito interessante.


De Plancie Herica a 5 de Julho de 2004 às 13:39
Não é brincadeira nenhuma. Quis cativar a tua atenção para o ministro da educação. Este cromo disse mesmo que era possível apostar nos professores, médicos e funcionários públicos para repovoar o Alentejo (as palavras não são bem estas...).
Confirma. Lê o que aparece no último Diário do Alentejo...


De Plancie Herica a 5 de Julho de 2004 às 00:57
http://diario.alentejo.net/1157/imagens/img40dab27c33975.jpg

Ai que susto manuel Augusto...

Eeeehh (hic!)

Um abraasso,
Francisco Nunes

P.S.:Se (hic) não estiveres bem (hic) sentado não cliques!


De luis tata a 4 de Julho de 2004 às 15:30
Mas o melhor mesmo foram as imperiais fresquinhas ;)


De Plancie Herica a 4 de Julho de 2004 às 13:26
Boa, boa...
Interessante a forma como defendeste que a chamada blogosfera é uma comunidade.

Um abraço,
Francisco Nunes


Comentar post

pesquisar
 
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


posts recentes

INFORMAÇÃO

ERA UMA VEZ

ILUSÃO FATAL

A LIÇÃO

SALVE-SE QUEM PUDER

ESCOLHA RACIONAL

VERDADE E CONSEQUÊNCIA

PRAÇA DA JORNA

CONTAS

FAZER DE CONTA

arquivos

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds